sábado, novembro 05, 2011

CANSOU?

Esta é uma canção para aqueles que se ajoelharam diante de seus inimigos. Este é um desenho para aqueles que tiveram todas as portas fechadas. Este é um poema para aqueles que ouviram somente não. Este é um livro para aqueles com dedos apontados diante de si Este é um filme para aqueles que todas as noites ouvem o doer dos amados. Este é um balé para aqueles que apesar de armados sentem-se fracos e desprotegidos. Este grito é para aqueles cujo lamento é mudo. Este teatro é para todo o sofrimento de um corpo infantil. Este choro é para aqueles que não se importam mais. Esta mão é para aqueles que desistiram. A inclemência é uma das patas da vida. Um cão com firme propósito de sangrar suas vítimas. Aproxima, morde, afasta, aproxima novamente... A vida é uma estranha contradição. Todos aprendem a lutar, ...mas viver depende da renúncia em enfrentar. Lutar é um ato contra a vida. Proteger os mais fracos é antinatural. Amar é contra a lei. Não ha amor sem enfrentar o destino Lutamos sempre pelos outros, nunca por nos mesmos. Portanto lutar pelo objeto de desejo sem perecer se chama arte.

Nenhum comentário: