quarta-feira, janeiro 13, 2010

2010, O ANO QUE FAREMOS CONTATO!

Lembram desta?
Eu lembrei! Roy Schieder, Hall 2000, monolito em Marte...uau! Estamos quase lá.
Enquanto minha fazenda marciana de plancton não vem , vou lascando o pau no pau.
Aqui os novos bonecos do PROFESSOR CONCERTINO, novo espetáculo sob os auspícios da Fundação Cultural de Curitiba, LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO ( tenho que declinar, afinal, é o patrocinador).
Percebam que olhos e bocas serão articulados, e todo esse sistema será acinado com poucos dedos, uma mão. Para não disfuncionar a minha técnica de duplicação em cena.
Uma das meninas que fizeram a reportagem sobre o mestre de Taiwan, a Micki, ficou minha amiguinha e está dando algumas dicas, que pretendo usar. Ela falou sobre um sistema de fios em que enquanto os braços do boneco se movem, os olhos se abrem e fecham. Coisa de china.
As cabeças (fotos abaixo) estão sendo feitas no meu quarto de serviço, sem que o vizinho se incomode, sem que tenha de parar para a Lu fazer o jantar!!! Tem espaço, posso trabalhar até de madrugada se quiser. E pensar que trabalhei nesse regime repressor por 10 anos!!! Nem o Zé Dirceu viveu assim! Levando bronca de vizinho no apartamento de baixo por causa do pedal da máquina de costura. Levando chupada do vizinho de cima porque eu estava batendo o formão no toco de madeira... O inferno, o inferno!!!
Agora fico até com vertigem, tantas possibilidades, tanto trabalho.
Numa rua sem saída, com vista para uma mata ciliar, preservada, com altas árvores, araucárias, meus velhinhos surdos, aranhas marrons em baldes, pimenteira, laranjeira, pés de espinafre no quintal, limoeiros, artemísia, boldo... só falta o piano de cauda para tocar no fim do dia...
Vejo as nuvens passar, chuvas de Verão. E o antigo dono do apartamento que fui despejado já foi assaltado em casa, cinco bandidos rendendo esposa e filhos. Neurótico pelo trabalho, pelo dinheiro. É dentista, atende os pacientes com uma mão, o telefone na outra e deixa os corretores entrar na sala de cirurgia. Quando as Bolsas bombavam pegou todo o seu dinheiro juntou com um empréstimo do banco e aplicou em ações. Perdeu tudo! Agora, com 45 anos vai para os USA investir nos escombros do setor imobiliário americano. Vai ganhar dinheiro como ganham os mafiosos com o lixo na Itália. Está queimando o condomínio onde morei mas não vai poder vender tudo pq. tem uma pendência com o INSS. Tem uma construtora, usa material de terceira e vende como imóvel de primeira. Qual círculo do inferno esse cavalheiro irá habitar? E a sociedade louva esse tipo. Trabalhador, esforçado, pai dedicado, que não prejudica ninguém: epitáfio padrão.
Como disse o velho Alfredo fico vendo o matinho crescer, mas esses caras me deixam com a consciência pesada. O catolicismo ainda bate na minha testa. Meus parentes são assim, meus vizinhos são assim, meus melhores amigos (heim, Sergião! Faaala Grillo) são assim. E por mais que eu me esforce, sem querer estou olhando para o matinho crescendo!!!!
Essa vida não vai me levar a naaaaaaada!
E aqui, a obra!


Nenhum comentário: