sexta-feira, outubro 16, 2009

PAULO NAZARENO BERNARDO


Acho que era 2003, eu trabalhava no Teatro de Bonecos Dr. Botica e fomos para Caxias do Sul-RG, apresentar o Tainahakã-a Estrela Vesper. No Botica tínhamos por obrigação fazer tudo em grande produção, por isso além do elenco que eram quatro, acompanhava o técnico. Alguns podem achar pouco, mas hoje vou eu, a sorte e mais ninguém.
Havia um grande volume de equipamento e precisávamos de algo como uma VW-Kombi ou Van para levar tudo. Noite inteira de viagem no ônibus de linha e chegamos a Caxias. Nos recebe um magrelinho com uma "kombi". Aprendi que no Sul, kombi é qualquer carro com um um espaço maior para bagagens que um porta-malas.
Paulo Nazareno estava, as 7:30h., com uma VW Brasília, e uma animação de funcionário de prefeitura.
No almoço, levou-nos a um restaurante chines de Caxias do Sul, daqueles beeeeemm chines, entende? Na verdade ele quis fazer uma média com a dona, para que ela fizesse desconto num origami de dragão que ele estava interessado.
Aos poucos foi se mostrando, se apresentando e por fim mostrou algumas de suas surpreendentes maravilhas titeritescas.
Ele tinha uma Morte, com túnica preta, rosto cadavérico, armado com aquele capinador cujo nome me foge. A Morte virava o rosto, abria e fechava a boca e , surpresa, passava de uma mão para outra o "capinador"!!!! As mãos eram articuladas e capazes de apreender objetos.
Então fomos jantar num restaurante que era dentro de um ex-tonel de vinho e depois caimos na balada num boteco vizinho. Bêbados ele liberou a vista para o capoerista que vcs. veem acima.

Nazareno é um gênio e como estamos no Brasil, todos sabem que o lugar para a genialidade não existe. Esteve no Faustão e em outros lugares como a Itália, acho. O cara está lá em Caxias e espero que fique pouco tempo por lá.

Nenhum comentário: