sábado, agosto 08, 2009

FESTEBOM, O FESTIVAL DE MARINGÁ


Rô Fagundes e Danilo Furlan

Posso não ser o mais requisitado para frequentar festivais, mas dos poucos que fui, um se destaca por uma certa particularidade invejável, ser um festival agradável.
O FESTEBOM, festival de teatro de bonecos de Maringá é um monumento a um modo de vida familiar. Ro Fagundes e Sandro Maranho são os chefes que põe a família para trabalhar nesse festival. Os filhos Iraquitan, Kayran, Nuara, e os primos Estevão, Mariane e a Fernanda são as mãos e o coração desse festival. Uma meninada bacana, disciplinada que compreende o teatro, dão um suporte sensível e de mínima interferência. Enfim, tremendamente elegantes e discretos.

A Ro e o Sandro cercam os profissionais visitantes de muito aconchego. Por ser a terceira edição, acompanham pessoalmente todas as companhias das entradas no teatro, hotel e restaurante. Em breve isso pode se tornar difícil.

Pretendem imprimir uma filosofia própria e passa pelo fortalecimento da arte bonequeira. Ultimamente tenho resignado ao tratamento de bóia-fria que os produtores de festivais de várias partes desse país graças ao "profissionalismo". E essa resignação é requisito elementar para que se continue presente nesses festivais, sendo pago (ou não) e sendo tratado como um peão de obra.
Cheguei em Maringá com o parceiro Bernardo Grillo, com a costumeira resistência emocional. Aos poucos fui cedendo a simpatia daquela gente. Ali estavam a Verônica Gershmann, linda, grávida, um amor e o seu adorável João. Em seguida veio o Willian Sievert. E lá estávamos reunidos com os maringaenses, numa mesa de bonequeiros como há muito não via e que agora estava presente e que deveria sempre, por alguma Lei da Arte (e não essas merdas de lei de incentivo) deveria estar.

É uma meta de vida. Será uma meta para mim fazer um festival de amigos. Com pouca ou muita grana. Mas receber bem a todos. Pagar um cachet não apenas para o bolso, mas alimentar de vida o artista para que o artista seja vivo. E basta.

Nenhum comentário: