sábado, julho 11, 2009

OS FESTIVAIS


É muito bom participar de festivais.
Tenho um carinho especial por Canela, quando a curadoria era da ARTB. E adorei quando me chamaram para Porto Alegre no Festival Internacional de POA.

Em Curitiba tem o Festival Espetacular que agora estamos lutando para manter e a atual diretoria do guaíra teve orgulho em extinguir, mas engraçado que manteve a presença cedendo o Mini-auditório. É para o relatório final de realizações sem custo?

Aqui em Curitiba não conseguimos fazer um festival agradável. Como a curadoria era sempre controlada pelo Guaíra, os artistas que vinham de fora, principalmente de São Paulo ficavam isolados nos hotéis. Nunca houve um espaço informal para convivência, para o encontro. Houve os debates, os infames debates em que uns doutores de Santa Catarina e uma mestrandinha curitiboca resolveu criar o ambiente de crítica acadêmica. Para quem estava lá, sabe que realizaram uma pixação, uma verdadeira molecagem difamatória com grupos, principalmente de São Paulo, em consolidação de carreira. Um vexame, uma nódoa irreparável contra a inteligência...

Outro lugar bom de festivais é Portugal, é um país belo, com algumas pessoas esclarecidas, uma excelente comida e em alguns momentos tive vertigens transcedentais. Mas é um povo tremendamente emocional e em muitos casos explosivo. Descobri que essa matriz emocional foi herdada pelos brasileiros, onde se manifesta integralmente entre os cariocas, pode ver. O carioca tem um carinho estravagante e de repente explode num transtorno irracional sem explicação alguma. Aproveitando que tenho alguns leitores lusos quero revelar um caso que ocorreu comigo naquelas terras.
Teve um período que fui muito pra Portugal, participei dos festivais de Ovar e Vila nova de Famalicão em três edições e desejei indicar uma cia. para o festival de bonecos em Curitiba. Apenas o Bonecos de Santo Aleixo e o João Carlos Seara Cardoso estiveram por aqui. Muito póuco, com certeza! Assisti em Ovar um casalzinho de Viana do Castelo, uma cidade praiana ao norte muito hospitaleira, com uma população mais gentil, que fez um espetáculo infantil, muito bem manipulado, com excelentes bonecos...enfim fiquei interessado em indicá-los. Subi ao palco, apresentei-me, falei do festival em Curitiba e procurei obter mais informações deles. Pasmem, o rapaz "convidou-me" a retirar-se do local, conduziu-me para fora, sem insultar-me, mas com firme e segura educação!!!
Havia uma talentosíssima rapariga ovarense que também tentei trazer para cá, mas evitou a todo custo manter contato. Sei que encontra-se atualmente em ativo estágio de produção, mas está ilhada em sua terrinha sem comunicar-se com os companheiros além-mar. Uma pena!

Isso no brasileirês se chama jogar contra o próprio time.

GENTE! VENHAM ASSISTIR (EUZINHO!!!) NO MINI-AUDITÓRIO DIA 14/07 16H. SHISHI, O COMILÃO.
PEÇAM INGRESSO DA CLASSE. ESTIVE APRESENTANDO GRATUITAMENTE NO PIÁ. AGORA AJUDEM A APRTB, CONTRIBUINDO COM UM INGRESSO!
AH! DIA 16/07 20H. TEM Z NO MINI-AUDITÓRIO, ZAC, E A MÁQUINA DO TEMPO, PRODUÇÃO NOSSA PARA A CIA. DE ARTIFÍCIOS TEATRAIS. PARA QUEM GOSTA DOS NOSSOS BONECOS...
INDIQUEM!!!!

BJS.

2 comentários:

Paulo disse...

Moço Falei de você no blog e postei um vídeo seu vai lá ver!
www.projeto8.wordpress.com

Jorge Miyashiro disse...

Orra, dr. Paulo!
Valeu pela escalação. Gostei do time, tbém!
Abração!