sábado, fevereiro 07, 2009

ÉTICA CABE EM QUALQUER LUGAR



Meu querido hermano DEL GIORNO mandou um reply about my passed post PALHAÇO REJEITADO. ele tem um blog meio descuidado, mas que vale a "perca temporal" para uma visitinha em:
http://cronicasterraqueas.blogspot.com

Por aqui, deliciem com as aventuras perigosas do amigo:

Não é anedota, mas essa coisa toda me lembrou que uma vez, em uma grande reforma da Rodrigues Alves, em Bauru, próximo ao DB, à delega e à ferrô, maravilha, nenhum veículo circulava, pois o piso estava escavado para a nova pasta de asfalto chegar.

Em um fim de noite, fomos em um botecaço por lá, coisa de risca-faca. Uma menina da nigth, digamos, gostou de mim. E fizemos amizade. E ela me levou para conhecer o irmão, que estava em uma mesa, cercado de "amigos" que você não iria querer ter por perto. Fumava por trás da mesa, o dono do pedaço. Por ser universitário sonso, fiz das minhas gracinhas e ele gostou de mim. E disse pra irmã: beleza, o cara é limpeza, na boina. OK, ficamos só conversando e de vez em quando dançando alguma modinha no meio do bar.

Lá pelas tantas, cinco da matina, pra ser mais exato, começou a rolar maior ziriguidum, uma briga feia, chutes, socos, garrafas pra todo lado. Eu e meus amigos - não o camarada da irmã e os amigos - estávamos em uma mesa na rua, de frente pra avenida, e nos protegemos como pudemos. No meio da confusão, um cara pegou uma garrafa de cerva nossa e deu na cabeça de outro! Cara, inacreditável!. Depois que a poeira assentou, e isso demorou, veio um cara com a cabeça sangrando e nos pagou uma cerveja. Era o cara que tinha recebido na cabeça a nossa cerva, e veio repor! Pode?

Thats it. I`m in the zone.

3 comentários:

Sergio disse...

Ei, legal essa história. Cê tem uma criatividade, hein?

Bração.

Jorge Miyashiro disse...

Nem brinque com isso!!!
Teu texto está devidamente creditado.
Toda hora passo por isso: ladrões, saqueadores, impostores e sequestradores das minhas idéias.
Claro que ficam todos devidamente distantes de mim...
COVARDES!!!

Sergio disse...

Calma! Olha que lá vem outra garrafa!

Legais as ilustrações também. Como cê faz?

braço.