quarta-feira, janeiro 28, 2009

O PALHAÇO REJEITADO




Li uma anedota assim:
Uma velha da região de Cork, comprou um porco e o levou para casa. Como não tinha pocilga pos o porco para morar dentro da própria casa. As pessoas perguntaram: - Mas, e o cheiro?
A velha respondeu: - Por Deus! Ele vai ter que agüentar!

Esta cada vez mais difícil fazer humor.
E quem faz, auto policia para não violar a fronteira tênue da decência ou correção. Eu não conheço a região de Cork, mas muito provavelmente deve ser notória por produzir mal-entendidos linguísticos com a gente da capital, Londres.
Da mesma forma, o paulistano ri do paulista do interior. E ri agora da loira paranaense, as Grazi Massafera, polacas de Pato Branco, Araucária e que tais. Como se fossem engraçados, todos, como o portugueses, mas esse novo anedotário publicitário esta bem insípido.

As piadas sobre os lusos são obras-primas, muito semelhantes as de Cork. Evidente que o lusitano é culto assim como o argentino. E deles, José Simão diz que os palestinos e Israelenses brigam por tanta futilidade, e nem tem um vizinho como o nosso, os argentinos...

Não é que temos ódio dos platenses, mas quando as torres gêmeas foram atacadas, um brasileiro imediatamente ligou para o Bush, dizendo-se autor do ataque. O presidente vociferou seu ódio ameaçando riscar a capital do Brasil do planeta... no entanto, Bush titubeou. Perguntou ao brasileiro onde era, mesmo, a capital do Brasil.
- Como todos os americanos sabem, a capital do Brasil é Buenos Aires!!!

Para se fazer anedotas é preciso um consenso de normalidade, um conjunto de signos que as tornem parte de um grupo. E, necessariamente esse grupo sentirá supremacia me relação ao alvo de suas gozações. Assim os heterossexuais rirão da forma de satisfação dos homossexuais. E os homossexuais farão xistes sobre a impotência e a insegurança psíquica dos heteros. A gente da capital se sentirá sofisticada e culturalmente superior para rir do caipira, ao passo que este rirá do citadino diante do seu analfabetismo rural.

Não é saudável fazer troça dos deficientes físicos! O que ameaça de extinção as piadas de cego, mudo, surdo e as melhores: de gago. Sei de algumas sobre mocinhas paralíticas, são boas.

Tem as de papagaio, mas na maioria das situações não é ele o alvo da troça, mas uma idosa, alguém com deficiência física, dogmas religiosos e a vida sexual da proprietária do animal.

Anedotas contra os dogmas religiosos são severamente vigiados, mas tem a condescendência do público, com a devida atenção pode deliciar uma platéia.
Vida sexual desregrada, traição matrimonial denominada de “por os cornos”, junto com a crítica política, é material para toda a dramaturgia do teatro digestivo e humor televisivo.

Um comentário:

Sergio disse...

Não é anedota, mas essa coisa toda me lembrou que uma vez, em uma grande reforma da Rodrigues Alves, em Bauru, próximo ao DB, à delega e à ferrô, maravilha, nenhum veículo circulava, pois o piso estava escavado para a nova pasta de asfalto chegar.

Em um fim de noite, fomos em um botecaço por lá, coisa de risca-faca. Uma menina da nigth, digamos, gostou de mim. E fizemos amizade. E ela me levou para conhecer o irmão, que estava em uma mesa, cercado de "amigos" que você não iria querer ter por perto. Fumava por trás da mesa, o dono do pedaço. Por ser universitário sonso, fiz das minhas gracinhas e ele gostou de mim. E disse pra irmã: beleza, o cara é limpeza, na boina. OK, ficamos só conversando e de vez em quando dançando alguma modinha no meio do bar.

Lá pelas tantas, cinco da matina, pra ser mais exato, começou a rolar maior ziriguidum, uma briga feia, chutes, socos, garrafas pra todo lado. Eu e meus amigos - não o camarada da irmã e os amigos - estávamos em uma mesa na rua, de frente pra avenida, e nos protegemos como pudemos. No meio da confusão, um cara pegou uma garrafa de cerva nossa e deu na cabeça de outro! Cara, inacreditável!. Depois que a poeira assentou, e isso demorou, veio um cara com a cabeça sangrando e nos pagou uma cerveja. Era o cara que tinha recebido na cabeça a nossa cerva, e veio repor! Pode?

Thats it. I`m in the zone.

http://cronicasterraqueas.blogspot.com