sábado, novembro 29, 2008

OLHA SÓ!


Este é o clone.
Ainda falta terminar a matriz.
O clone ainda está na "câmara amniótica".



Essas são as mãozinhas finalizadas.
Deu um trabalhão danado.




Só para ter uma idéia do tamanho delas em comparação com a cabeça.
Vai ficar delicadinho!!!


E finalmente!
A cabeça do leão!
O que eu retalhei a mão para fazer esse menino , não está escrito aqui, mas no sangue derramado de tanto a talhadeira e o formão pularem da madeira e pararem na pele da mão. São uns cortinhos pequenos, mas muitos. Ardem que é uma beleza!
Mas no final compensa.

sexta-feira, novembro 28, 2008

DANDO DURO NO NOVO ESPETÁCULO

Falta tempo para postar, administrar dois blogs, produzir informação e procurar o melhor preço das fraldas e laranjas limas para o suquinho do bebê.

Bom. Estava me divertindo com a nova micro-retífica da dremel que comprei por R$170,00, na Osten. Achei uma pechincha. No entanto não veio com todos os acessórios. comprei um kit de brocos e lixas para a dremel na Havan (genérico chines. fui na Leroy Merlin e havia brocas, fresas e lixas avulsas, para completar o kit; mas sabe quanto custava uma lixa para acabamento em madeira? R$13,00!!!!!!
PÔ, larguei tudo e voltei para os velhos formões e grosas.

aliás a dremel´é uma ferramenta de fresco. nem dá tanto acabamento assim. no fim é na mão que tem que fazer as coisas.

Terminei as mãszinhas dos bonecos.
preparava para fazer dois clones de cabeças. Iriam servir para uma troca rápida em cena. Sabe quando o ator sai e volta com um adereço ou muda de figurino? Pois é ao invés de trocar só adereço e figurino, troco o boneco inteiro. Aos invés de fazer dois clones, decidi fazer só um. Está lá, só faltando entalhar os olhos e boca e receber uma lixada.

Dei um ralo num leão que tem na peça.
Serrei um bloco quadrado, facetando umas partes e o bloco ficou um diamante, daí passei a grosa nele e terminou co o aspecto da cabeça do leão. Também aguarda fazer as rugas de expressão e olhos. Tenho de esculpir a boca, que é uma segunda parte.

os braços estão doendo. ontem tomei remédio para tanta dor. Há muito tempo não suava tanto. Minha testa pingava. mas o resultado está ficando bom.
A luciana comentou que trabalhei rápido nas esculturas. Foi rápido, mas deu trabalho!

Faltam as pernas; uns sete pares de pernas.
E depois isso vem a costura.

Vou tentar iniciar a costura antes do Natal, porque retomar o trampo depois da ressaca das festas é no mínimo uma crueldade comigo mesmo.

Sem falar que já estou pensando na próxima peça...
isso não tem fim.

e a grana vem mirrada.
aliás já acabou.

Talvez essa peça seja a primeira sem trilha sonora!
Outro desejo, além de esculpir em madeira , é fazer um espetáculo sem música.

Vai ser difícil.

Vai ter um ou dois temas.

Os dois temas que comprei do Bruno Karam e não usei.
Estão pagas e não foram postas em nenhuma peça. Era para ser no Visitantes Incomuns. aliás era para uma peça ecológica de um edital que não rolou.

Acho que vou tacar nesse novo espetáculo.
Isso é que é reciclagem!

Lavoisier puro!

P.s: vou tirar as fotos dos bonecos e posto depois.

sexta-feira, novembro 21, 2008

LITTLE SOAP OPERA -02

Pensamentos numa croassanteria parisiense.

http://www.youtube.com/watch?v=YdsJSLrRpNs

quarta-feira, novembro 19, 2008

Vídeos dos bonecos no ar!

Parece que agora sim.
Está no ar o canalzinho com os vídeos dos funcionários da minha cia.
Pode ser em blog:

http://www.fantoche rebelde.blogspot.com

ou

http://www.youtube.com/MiyashirojR

Fique a vontade e faça uma visita!

sábado, novembro 15, 2008

CONCLAMA PARA A REBELIÃO


EU SEI QUE VC. NÃO LE UMA LINHA DO QUE EU POSTO POR AQUI.
NÃO VOU PERGUNTAR O QUE VC. ESTÁ FAZENDO NO MEU BLOG.
MAS, SENDO ASSIM DÁ UMA PASSADA NO www.fantocherebelde.blogspot.com E SAIBA O QUE VAI PELA MENTE DOS MANIPULADOS. NÃO QUE ISSO SEJA PRIORITÁRIO.

REBELIÃO DOS FANTOCHES

Inaugurei um blog novo, só de vídeos.
É sala de grito dos funcionários da cia.
alí os bonecos tem voz ativa e manifestam suas vontades e verdades.
www.fantocherebelde.blogspot.com
Dê um chego lá.

domingo, novembro 09, 2008

CONTOS DA LUA VAGA

Revendo esse Mizoguchi a gente vê que nunca se revêr um Mizoguchi. Como se assitindo um outro filme, Contos da Lua Vaga, de 1953, é permanente.
É uma fábula moral que critica a ambição desmensurada do ser humano. Jamais contente com o plano original dos seus sonhos.
Antes que encare uma divagação, o dvd está na vídeo one da Pd. Anchieta. Este e muitos outros.

Era sonho de adolescente morar num loft com uma grande janela de blindex na "sala". O sol da tarde iluminaria um piano de cauda (!?). No píano eu sabia tocar uma modinha ´do Mário Mascarenhas e Maré Baixa ("Low Tide", I guess). essa música eu ouvi no filme I Clown, Os Palhaços de Federico Fellini: dois palhaços tocaram Maré Baixa com trompetes. Não foi um ápice, mas o filme é maravilhoso! Para quem dedica-se a homenagear o circo, como 99% das companhias de teatro de bonecos, esse dvd é obrigatório. Conta da vida dos clowns antigos, quando palhaço tinha nome. Mostra algumas sketches, os truques e principalmente, a vida pobre e abandonada que levavam nos anos 70, data do filme, todos velhinhos, uma tristeza.

mas falava de Mizoguchi e a voracidade na realização do sonho humano.
Bem, é impossível frear esse motor. A sociedade recrimina quem "desiste dos seus sonhos". Minha irmã rica diz que eu tinha potencial para ser rico como ela ou mais. mas em algum desvio da vida dessiti de "meus sonhos".
Não vou justificar.
Não desisti de meus sonhos. Eles receberam um upgrade, apenas.
Ao invés de píano de cauda rachando sob o sol da tarde, na sala do blindex; hoje estou preferindo ter uma marcenaria para completar meu "sonho" de trabalhar a caixeta dos meus bonecos. Ora!

Fico pensando se uma Pixar ou outro estúdio qualquer dos USA, convidasse para trabalhar no setor de modeling da firma... Fico pensando.
"Vá logo, demorou, é pra ontem..." diriam os amigos se tal convite realizasse.
O Que impede?
A visão.
A falta de feijão e dieta de hamburguer todo dia.
É trabalho atrás de trabalho (embora pudesse passar as férias em Miami, Hawai ou talvez até em Trancoso!)
Daria até para montar uma marcenariazinha na garagem de uma casa arrematada em leilão, casa de subprimes.
Puxa!
Nada de cervejas no Odiney, o butequeiro que saiu candidato a vereador pelo PMDB.
Nada de comprar pãp todo dia na Panicello.
Nada de brigar com a quitandeira polaca, pela banana empedrada que vendeu...
Pode ser um pecado capital. Mas assim como não cobiçar a mulher do próximo,
é duro uma vida sem sonhos.

beijão a todos os ambiciosos do universo!