segunda-feira, junho 23, 2008

LONELY WINTERS, OOOOOOHHH!

Segunda-feira!
Aqui em Curititica, o frio no inverno da capital mais fria da Federação.
Em contraste, o domingo ensolarado, quente até, para os padrões curitibocas. Piazada de ombrinhos de fora, hehehehe! Viva o sol! Saudades do calorão...

Enquanto aguardo a trilha total do VISITANTES INCOMUNS, forjada nos alto-fornos de um Mac pelo Rodrigo Grigoletti, vou terminando o cenário e alguns adereços da peça.
Coisa difícil reproduzir espaços domésticos num palco para fantoches. Fazer um “apartamento”. Só isso. O problema é que os espaços para fantoches são bidimensionais. Não há profundidade. Outra dificuldade é a falta de “chão”, piso, apoio de baixo. Não há! Porque lá embaixo estou eu, o manipulador do fantoche, claro! Então, numa distribuição tridimensional, é preciso deixar tudo suspenso. No caso do apartamento, os móveis ficam pendurados.
Mas como deixar as coisas penduradas com a aparência de que estão apoiadas no “chão”? Pois é, em algum momento você esbarra no móvel cenográfico e ele fica balançando, e alguém na platéia pensará: - hummmm! Os móveis estão pendurados...
Para minorar o balanço, precisei montar bastidores de eucatex, no palco, à guisa de paredes. Os móveis estarão colados nas paredes de eucatex, parecendo encostados.
E... como se não tivesse mais problemas, o que fazer quando o eucatex envergar? Como assim envergar? Sim, o eucatex enverga! Um tempo úmido, enverga. Um tempo quente, enverga. O eucatex enverga para tudo! É pior que político de situação.
Fiz umas estruturas com sarrafinhos de pinheiro de 1,0 cm, e as paredes de eucatex ficaram retas como um tampo de mesa. Vamos ver até quando...

Esse foi meu dia, enquanto seca tudo, vim dar um blá por aqui.

NOTÍCIA QUENTE PARA ESTE INVERNO

Maysa será mamãe!!! O tio Jorge está orgulhoso e ficando babão. As crianças crescem e nós ficamos senís. Assim é o mundo , assim deve ser a vida. E quando tudo se resumia a poesia marginal e teatro de vanguarda...

Hoje, como atestado de senilidade e total devoção à vertigem de viver, apresento a revisão do Novo Dicionário de Filipês:

Auuuuummmmm: Carro ou caminhão.

Auummm, auuummm, auumm: Carro ou caminhão bonito.

Auu: cachorro e comida (não confunda: comer cachorro)

Auuu, auuu, auuuu: cachorro bonito, comida gostosa.

Aaauuuuuu: gato, leite batido (vitamina)

Lóri, lóri, lóri: mel, coisa doce (bolinhas de homeopatia).

Ma-ma: leite.

Ne-ne: nenê, criança.

Tiiiii: aqui, traga aqui, me leva até lá, eu quero aquilo etc...

Uu: suco.

O resto é choro e risada...

sábado, junho 07, 2008

TÍTERE TAMBÉM É IMPERIALISMO!

Eu como bom burguês que sou. Filho do lumpen. Aquele ensanduichado entre o proletariado e os ricos. Fazendo aparência de pobre, ansiando estar entre ricos! Ou seja, o típico classe média do interior, estou, dando fluxo nas minhas possibilidades de expandir o ideal titeritesco.
Em resumo, a empresa está crescendo!!

Primeiro foi a parceria com meu digno brother Sérgio Del Giorno que vai estrear com chuva de ouro de Shiva a sua peça Zac e a Máquina do Tempo. Trata-se de um primor de manipulação e uma excelente produção de bonecos e cenário (claro, feita por mim e pela Luciana!. Sérgio Del Giorno veio por cinco anos preparando-se para lançar seu espetáculo, após as passagens pelo Teatro de Bonecos Dr. Botica e pela Miyashiro Teatro de Bonecos. Silenciosamente ele praticou e deixou sua técnica amadurecer como um bom vinho envelhecido. Confesso que quando vi os primeiros ensaios de "Zac", tive uma grata surpresa ao ver meu amigo desempenhando tão bem o ofício titeritesco. Resta esperar que o 17º Festival Espetacular de Teatro de Bonecos tenha tido a mesma percepção, onde então todos teremos uma aula de teatro de bonecos!

Outro projeto é a retomada da parceria entre Jorge Miyashiro e Bernardo Grillo. Onde estaremos estreando o novo espetáculo "O Pirata de Anteontem" (????). Bem, sei que é uma história de piratas e coisas do mar. Texto de Marilda Chautard e produção do Grupo Simples Suspiro. Será uma ode à tecnologia. Será o primeiro espetáculo robótico que participarei! Que coisa! só sei disso. Ele ainda está em produção. E também aguarda resultado no 17º FEstival do Teatro Guaíra. Pretendemos montar outro projeto juntos, mais com nossa cara. Esse "Pirata de Anteontem" seria o solo de Bernardo Grillo, entretanto, como tem muito botão para apertar, Bernardo ficou no aperto (desculpeo trocadilho).
qual foi o susto que levei ao conhecer o tema do novo espetáculo!? Sim pois tornei um leitor voraz da série Mestre dos Mares de Patrick O´Brien, o qual tenho os cinco volumes lançados no Brasil, que li e reli trêz vêzes cada um. Só não adquiri os importados porque são carso e indisponíveis fora das importadoras. Sei tudo sobre joanestes e sobregatas hasteadas na mastreação ao longo do tabalardão. Vento à bolina! Atenção aí gajeiros!

E, "Visitantes Incomuns" que está no Edital de Formas Animadas da Fundação Cultural de Curitiba e também aguarda o resultado do Guaíra, será totalmente não-verbal!!!!!

meu queridos amigos (as) isto, se der certo, merecerá uma devida comemoração, pois trata-se de um rompimento de uma barreira, uma quebra de marca!
Um espetáculo não-verbal, além de ser um novo experimento estético. Possibilita viajar por países de línguas estrangeiras.
Vamos colorir os pés com outras tonalidades!


Só para dar sorte, vou dizer:
Estou aguardando um recurso contra o julgamento do Edital Oraci Gemba. Inscrevi uma peça: PELE COLORIDA DE MALTRATO.
Espero sinceramente que seja revisto o parecer, porque foi uma falha gravíssima dos julgadores.


É isso.
Estou em produção máxima. Tenho de voltar para a cola.

beijos!

terça-feira, junho 03, 2008

POR QUE NÃO TENHO TATUAGEM...

PARA QUE MEUS DEMÔNIOS INTERIORES NÃO ENCONTREM PORTAS PELA PELE.
QUE O COURO SEJA O MURO VIGIADO DE UMA CIDADE INEXPUGNÁVEL.
BEM SEI DO QUE SERIA CAPAZ UM SIMPLES DIABRETE.
BASTA O COMBATE DADO NA BOCA E NA REGIÃO DOS OLHOS.
QUE NENHUM FLAGELO SE ABATA SOBRE A HUMANIDADE!