terça-feira, setembro 04, 2007

Fim de tarde, sentado diante do pc.

Tenho que escrever uma peça nova e não tenho absolutamente idéia alguma.
Aí o Felipe chega e dá um caminho.
Aqui está o primeiro texto do filhotinho:

Nnw,X kokk,hyhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa weeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee,as\ AAq

Muito bom!! Dá para deixar qualquer concreto cinza de inveja...

Este é o ponto de reflexão.
Talvez não seja falta de idéias iniciais, mas a falta de idéias vendáveis para o público que compra meus espetáculos. Atender encomendas é difícil. Achava que justamente era essa minha maior habilidade. Agora me encontro vazio e seco de soluções.
E novamente o processo titeriteiro se inicia. É fabricando minhas marionetes, meus fantoches que o espetáculo toma forma. Da mesma forma que as dinâmicas de grupo, os exercícios e o laboratório de atores vai se desenvolvendo e o resultado final fica óbvio qual direção tomar no espetáculo; assim é com a manufatura das matérias-prima que serão bonecos.
E eles estão justamente lá, fincados no isopor, brancos de tinta base, aguardando a pintura definitiva. A mim resta aguardar, diante do computador, a idéia surgir e a explosão do texto espalhara em minha mente...
Deve ser o machismo inconsciente, clamando por domínio. Ter o texto impresso e pronto para ensaiar. Queria pegar a matéria abstrata e após processá-la em texto, ter em mãos uma peça de teatro. Queria. O que acontece é que a obra é um roteiro que não é seguido, mas construído. Parece um ato pioneiro, um desbravamento. Um terreno desconhecido que vai sendo mapeado, lentamente. Dolorosamente lento. Tediosamente.
Lento.



Um comentário:

Joba Tridente disse...

Miya.
AM ou PM?
Antes da Mágica ou Pós Mágica?
È interessante o horário em que te ocupas com as lembranças.
E elas vão assim sem o compromisso de chegar Antes ou Pós.
Certas de que chegarão adiante.
Nesse seu ir e vir do verbo é mais Pós do que Antes.
Mas nos Pós estás mais ativo que Antes.
Mais falante e mais gritante e a energia a mil.
Como se Antes ainda fosse um iniciante e não já um mestre andante.
Como se Pós a respiração mais tranqüila aplacasse a perturbação dantes.
Antes da Mágica vem o canto ou vem o ovo?
Pós Mágica vem o ovo ou vem o canto?
Dizem que em seu canto a galinha não cacareja feliz por ter posto um ovo.
Dizem que em seu canto a galinha cacareja pela dor que sente ao pôr um ovo.
O que vem Antes da Mágica?
O Homem ou o Verbo?
É a Fala que busca um Boneco ou o seu contrário?
Tenho ainda alguns Bonecos mudos que sabem de si mas ainda não para o quê.
Surgiram assim da necessidade minha de reciclar o que seria lixo.
Então não são mais lixo, mas ainda esperam a hora mágica.
Acho que ainda estão no Antes.
Grande abraço, eterno garoto “brigão”!
Joba...,
ainda por aí!